Hospital francês anuncia primeiro transplante total de rosto

Uma equipe francesa dirigida pelo professor Laurent Lantieri realizou no último dia 27 de junho um transplante de face, segundo seu responsável o primeiro integral, ao incluir as pálpebras e glândulas lacrimais, em um paciente com uma doença genética. O homem transplantado, de 35 anos, “está muito bem” e embora “seguramente haverá uma rejeição, a …

08/07/2010 11:20



Uma equipe francesa dirigida pelo professor Laurent Lantieri realizou no último dia 27 de junho um transplante de face, segundo seu responsável o primeiro integral, ao incluir as pálpebras e glândulas lacrimais, em um paciente com uma doença genética. O homem transplantado, de 35 anos, “está muito bem” e embora “seguramente haverá uma rejeição, a controlamos muito bem”, explicou Lantieri nesta quinta-feira, em entrevista à emissora de rádio France Info.

Em outra entrevista, ao jornal Le Parisien, o médico, que já tem experiência de outros cinco transplantes de rosto, destacou que “somos os únicos que por enquanto transplantamos uma face inteira, com as pálpebras e todo o sistema lacrimal. Estou orgulhoso porque foi feito na França”.

O transplante aconteceu no hospital universitário Henri Mondor de Créteil, nos arredores de Paris, e foi recebido por um homem, de nome Jérôme, que sofre uma doença conhecida como “o mal do homem elefante”, e que vivia recluso pela atenção que chamava quando saía à rua.

“Seu rosto, principalmente os olhos, estava muito deteriorado” e embora tenha passado por cerca de 15 operações estéticas, os tumores não paravam de se proliferar. O paciente já aguardava há dois anos por um doador adequado, segundo o médico.

A equipe reconhece que há riscos de infecção e de rejeição “mas os benefícios são tão grandes para o paciente, que viveu até agora uma verdadeira exclusão social, que valia a pena”. A intervenção de extração do rosto do doador aconteceu na noite de 26 a 27 de junho, e no dia 27 foi feita a cirurgia no paciente, em operação que durou doze horas.

Lantieri explicou que, desta vez, a equipe tinha menos de dez pessoas, graças à formação dos especialistas. O primeiro transplante face foi realizado na França em 27 de novembro de 2005, em um hospital de Amiens, em uma paciente que, desfigurada pelas mordidas de um cachorro, recebeu nariz, lábios e queixo.

Em abril de 2010, uma equipe espanhola também afirmou ter realizado o primeiro transplante total de rosto no Hospital Universitário Vall d’Hebron de Barcelona, nordeste da Espanha.