Açúcar e carnes são destaques na balança comercial de junho

O aumento das exportações brasileiras de açúcar e carnes foi o destaque do mês de junho na balança comercial do agronegócio divulgada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), na quinta-feira (8/7). As vendas de açúcar tiveram incremento de 55,8% e das carnes bovina, suína e de aves, de 10,7%. No total, os embarques …

09/07/2010 15:38



O aumento das exportações brasileiras de açúcar e carnes foi o destaque do mês de junho na balança comercial do agronegócio divulgada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), na quinta-feira (8/7). As vendas de açúcar tiveram incremento de 55,8% e das carnes bovina, suína e de aves, de 10,7%. No total, os embarques agropecuários somaram, no último mês, US$ 6,899 bilhões, com resultados positivos também para produtos florestais (36%), couros, produtos de couro e peleteria (41,2%) e demais produtos de origem animal (106,7%).

O resultado de junho representa queda de 6% em relação ao mesmo período de 2009, puxado pela retração de 42,2% das exportações de soja em grãos. As importações aumentaram, no último mês, 44,3%, totalizando US$ 1,04 bilhão. Com isso, o superávit foi de US$ 5,858 bilhões.

Carnes – A receita de exportações de carnes aumentou 10,7%, passando de US$ 1,058 bilhão, em junho de 2009, para US$ 1,170 bilhão em junho de 2010. “Estamos voltando ao patamar mensal de mais de US$ 1 bilhão em exportações desse produto, valor que era registrado com frequência antes da crise financeira mundial”, ressalta o diretor do Departamento de Promoção Internacional do Agronegócio do Mapa, Eduardo Sampaio Marques.  No primeiro semestre deste ano, o valor exportado foi de US$ 6,5 bilhões

A carne bovina in natura teve incremento de 32,9%, saindo de US$ 289 milhões para US$ 384 milhões, resultado do incremento de 23,8% no preço médio e de 7,3% na quantidade embarcada. As carnes de frango e suína in natura também tiveram bom desempenho, com aumento de 11% e 14,6% respectivamente.

A subida nos preços do açúcar (39,3%) e o aumento da quantidade embarcada (11,9%) puxaram o crescimento dos embarques do produto em 55,8%. A arrecadação nesse produto saltou de US$ 706 milhões para US$ 1,100 bilhão.

Destinos – Na análise por blocos econômicos ou regiões, os valores exportados pelos setores agropecuários cresceram para Oriente Médio (29,9%), Nafta (18,1%), África (14,7%), Aladi (70,8%), e Mercosul (28,2%). Individualmente, as taxas foram positivas para Venezuela (138,9%), Portugal (92,2%), Irã (54,3%), Arábia Saudita (35,4%), Emirados Árabes Unidos (24,1%), e Estados Unidos (23,3%).

Acumulado do ano – No primeiro semestre de 2010, as exportações totalizaram US$ 34,973 bilhões, com crescimento de 11,2% em relação ao valor exportado no mesmo período de 2009. As importações também apresentaram variação positiva (35,8%), totalizando 6,080 bilhões. O saldo comercial do agronegócio aumentou de US$ 26,961 bilhões para US$ 28,892 bilhões.