Incerteza climática agita o mercado

Apenas na primeira quinzena de julho, os preços do trigo já acumularam ganhos superiores a 30%, enquanto os do milho e da soja registraram valorizações de 11,7% e 7,6%, respectivamente, na bolsa americana. No pregão em Chicago, os contratos de trigo com vencimento em dezembro terminaram o dia a US$ 6,245 por bushel, com ganho …

19/07/2010 09:42



Apenas na primeira quinzena de julho, os preços do trigo já acumularam ganhos superiores a 30%, enquanto os do milho e da soja registraram valorizações de 11,7% e 7,6%, respectivamente, na bolsa americana. No pregão em Chicago, os contratos de trigo com vencimento em dezembro terminaram o dia a US$ 6,245 por bushel, com ganho de 36,25 centavos de dólar (6,2%). O aumento dos preços do cereal se deve ao temor de que as safras da Europa possam ser castigadas pela seca que atinge os principais países produtores. Na Rússia, a seca é a pior nos últimos dez anos e na Ucrânia, a expectativa de quebra na produção de trigo é de 40%.

EUA – O clima também preocupa os produtores de soja nos Estados Unidos. A possibilidade de haver uma baixa disponibilidade de água no momento de enchimento dos grãos tende a reduzir a produtividade da oleaginosa. Na quinta-feira, a expectativa de que um sistema de alta pressão atinja alguns dos principais Estados produtores – Illinois, Indiana e Ohio – na próxima semana foi suficiente para fazer os preços terem mais um dia de alta. Os contratos com vencimento em setembro terminaram o dia cotados a US$ 10,01 por bushel, valorização de 25,75 centavos (2,6%).

Boa produtividade – “O mercado estava contando com uma boa produtividade nos Estados Unidos, mas o cenário mais ameaçador fez com que fosse adicionado um prêmio climático sobre o preço de referência da bolsa”, disse Vinícius Ito, analista da Newedge. O analista acrescentou que a valorização desta quinta-feira também teve uma influência técnica. Segundo Ito, os preços da soja estavam dentro de uma tendência de alta constante nos últimos dias. Com o resultado de quinta-feira, muitos investidores que mantinham posições vendidas decidiram sair do mercado recomprando suas posições e dando ainda mais suporte para os preços.

Trigo – A valorização do trigo acabou influenciando o mercado do milho. Assim como o cereal, o milho é utilizado na composição da ração animal, o que gera uma relação direta entre os dois. O resultado foi que as cotações do milho superaram a barreira psicológica dos US$ 4,00 por bushel nesta quinta-feira em Chicago. Os contratos com vencimento em dezembro terminaram o dia cotados a US$ 4,0525 por bushel, alta de 9 centavos (2,3%).