Práticas pedagógicas de MT são modelo para o país

Os investimentos na Educação revelaram, nos últimos cinco anos, um crescimento significativo nos indicadores da educação básica aferidos pelas notas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Nesse período (de implantação do índice), Mato Grosso saltou de 2,9 para 4,3 nas séries finais, atingindo a terceira colocação no ranking nacional. O resultado destacou as …

22/07/2010 13:32



Os investimentos na Educação revelaram, nos últimos cinco anos, um crescimento significativo nos indicadores da educação básica aferidos pelas notas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Nesse período (de implantação do índice), Mato Grosso saltou de 2,9 para 4,3 nas séries finais, atingindo a terceira colocação no ranking nacional. O resultado destacou as políticas da educação estadual na mídia nacional, que elencou os bons resultados como referência para que os próximos governantes do país disseminem as boas práticas implantadas no Estado.

A secretária de Educação do Estado, Rosa Neide Sandes de Almeida, acredita que, mesmo não sendo ainda os índices ideais, a população tem muito a comemorar. “Consolidamos avanços significativos nas séries iniciais e finais do Ensino Fundamental”, destaca. Essas conquistas são indicadores de que os pontos de estrangulamento ainda registrados no Ensino Médio, bem como na Educação de Jovens e Adultos (EJA), serão modificados nos próximos anos.

Para conquistar melhores resultados foram implantados os Centros de EJA, em que os professores têm dedicação diferenciada aos estudantes; Ensino Médio profissionalizante e investimentos financeiros, até então nunca feitos. Com os recursos do Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), os estudantes do Ensino Médio e EJA tiveram, nos últimos três anos, acessos a laboratórios de linguagens, ciências da natureza, livros didáticos e merenda.

A Educação estadual atribui a esses avanços a implantação de políticas de formação continuada para os profissionais da Educação, à escola em ciclos de formação humana, orientações curriculares construídas pela comunidade escolar, recursos direto para a escola, estrutura física e salários dignos aos profissionais. “Foram ações fundamentais para mudar o cenário”, acredita a secretária.

Segundo Rosa Neide, a Secretaria de Estado de Educação vem desenvolvendo essas práticas em todo o Estado, garantindo as melhorias em todas as unidades escolares. O crescimento dos índices estaduais é feito de modo uniforme. Pesquisa nacional, realizada pela revista Época, coloca Mato Grosso entre os cinco primeiros estados do país que conseguiram crescimento equilibrado (confira abaixo) entre as menores e maiores notas das escolas no Ideb.