Estudo: scanner cerebral pode ajudar na escolha profissional

Uma pesquisa realizada na Faculdade de Medicina da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, afirma que análises de imagens obtidas por scanners cerebrais podem orientar as pessoa a escolher a carreira ideal. Segundo os cientistas, as ‘virtudes’ e ‘fraquezas’ cognitivas de cada indívíduo estão ligadas às diferenças no volume de matéria cinzenta em certas partes …

26/07/2010 09:27



Uma pesquisa realizada na Faculdade de Medicina da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, afirma que análises de imagens obtidas por scanners cerebrais podem orientar as pessoa a escolher a carreira ideal. Segundo os cientistas, as ‘virtudes’ e ‘fraquezas’ cognitivas de cada indívíduo estão ligadas às diferenças no volume de matéria cinzenta em certas partes do cérebro.

De acordo com o Doutor Richard Haier, que faz parte da equipe que concluiu a pesquisa, em um futuro próximo, os resultados das análises podem oferecer um perfil da massa cinzenta de uma pessoa em diferentes áreas do cérebro. “E este perfil pode ser usado para ajudar as pessoas a ver com mais clareza que tipos de vocações elas poderiam ser realmente boas, que é o motivo pelo qual os testes são usados ” , afirmou em entrevista ao site LiveScience.

Unidades cerebrais
Haier e seus colegas analisaram dados de 40 pessoas, com idades entre 18 e 35 anos, que capturaram de oito testes de aptidão utilizado pela fundação americana Johnson O’Connor Research Foundation (JOCRF) para orientação de carreiras.

Eles também analisaram imagens de scanners cerebrais estruturais, que mostrou o volume de massa cinzenta para cada uma das milhões de unidades tridimensionais básicas das imagens cerebrais, chamadas voxels, nos cérebros.

Os testes incluíram os dois tipos de memória (verbal e numérica), dois tipos de habilidades numéricas, rapidez de raciocínio, e dois tipos de aptidões espaciais.

Os resultados mostraram que se os pesquisadores olhavam para a pontuação do teste de memória geral, eles poderiam perder uma parte da imagem. Se uma pessoa teve bons resultados, por exemplo, na memória verbal e não tanto na numérica, os seus padrões de massa cinzenta seriam diferentes de alguém com memória global boa, mas ruim no tipo verbal.

Ferramenta dos conselheiros da carreira
As imagens de scanners cerebrais podem ser utilizadas para complementar os testes de aptidão e para dar uma ideia mais confiável de carreira ideal de uma pessoa.

“Ninguém está sugerindo que os scanners cerebrais poderiam prever isto tão bem que você não precisaria falar com mais ninguém sobre isso, embora esta seja uma boa possibilidade na ficção científica”, afirmou Haier.

Mas a ligação entre aptidões cerebrais e o emprego faz todo o sentido”. Não existe uma grande dificuldade em ver que a estrutura do cérebro tenha algo a ver com pontos fortes e fracos da mente e isso tem a ver com a vocação de uma pessoa¿, disse.

Um bom exemplo, segundo o pesquisador, é que enquanto a maioria de nós pode aprender a dirigir, nem todo mundo pode se tornar um piloto profissional. Se o tempo de reação é relativamente lento ou se existe dificuldade no departamento de raciocínio espacial, por exemplo, a pessoa não é apta a ser um profissional dessa área. Existem alguns tipos especiais de conhecimento envolvidos em cada tarefa, como na condução a velocidades extremamente altas. “Teoricamente, poderia haver algo sobre cada cérebro que lhe permite se sobressair em cada profissão”, afirmou Haier.