Ofensa nas ondas

Um dos pontos fracos do debate entre os candidatos ao governo, promovido pela Rádio Difusora de Cáceres, foi quando a direção da emissora, erroneamente, permitiu que um assessor de imprensa do prefeito Túlio Fontes (DEM), aliado de Wilson Santos (PSDB), fizesse uso da palavra e ofendese o candidato à reeleição Silval Barbosa (PMDB). Ele chamou …

26/07/2010 12:05



Um dos pontos fracos do debate entre os candidatos ao governo, promovido pela Rádio Difusora de Cáceres, foi quando a direção da emissora, erroneamente, permitiu que um assessor de imprensa do prefeito Túlio Fontes (DEM), aliado de Wilson Santos (PSDB), fizesse uso da palavra e ofendese o candidato à reeleição Silval Barbosa (PMDB). Ele chamou Silval de “mentiroso”, por ter prometido obras e projetos para a região.

“Fui ofendido de modo é injusto. Sempre estou visitando Cáceres e já realizei entrega de máquinas, postos artesianos e diversas ações, como construção de quadras em escolas. Pelo pouco tempo que estou no governo, tenho dado a atenção necessária a Cáceres e região “, tentou defender-se Silval. De qualquer forma, o fato serviu para esquentar um pouco o debate, que estava morno, mas também tirou parte do brilho do evento, que deveria ter se pautado integralmente pela imparcialidade e isenção.