Silval diz que vai asfaltar todas as ruas de Cuiabá

Em discurso durante um encontro em Cuiabá com representantes dos movimentos comunitários, na noite de ontem (26), o governador Silval Barbosa (PMDB) reafirmou o compromisso de continuar a parceria entre o Governo do Estado e as associações de moradores de bairros. “Vou criar, na Secretaria de Infraestrutura, uma secretaria-adjunta para gerenciar as obras nos bairros. O …

27/07/2010 11:43



Em discurso durante um encontro em Cuiabá com representantes dos movimentos comunitários, na noite de ontem (26), o governador Silval Barbosa (PMDB) reafirmou o compromisso de continuar a parceria entre o Governo do Estado e as associações de moradores de bairros.

“Vou criar, na Secretaria de Infraestrutura, uma secretaria-adjunta para gerenciar as obras nos bairros. O Governo vai pavimentar 100% das ruas de todos os bairros de Cuiabá”, garantiu, na sede da Associação Mato-grossense dos Delegados de Polícia (Amdepol), no CPA 1.

Silval disse que Cuiabá precisa ainda de 800 km de asfalto e que os recursos para o asfaltamento das ruas ainda sem pavimentação virão do Fundo Estadual do Transporte e Habitação (Fethab), e também de emendas parlamentares dos senadores e deputados federais de Mato Grosso.

“Esta parceria vai continuar com este Governo e vamos reforçar ainda mais. As pessoas estão nos bairros e é ali que as coisas acontecem. Temos muito que fazer em Cuiabá, os bairros precisam de infraestrutura”, disse.

Silval disse que vai se reunir com o movimento comunitário para discutir também as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que estão paradas na capital desde outubro do ano passado por conta de suspeitas de fraude nas licitações.

“Lutamos muito com o presidente Lula para trazer a rede de esgoto e água tratada. Lula mandou o dinheiro e é uma pena que faz dois anos que o problema da licitação não foi resolvido. Já disse ao prefeito de Cuiabá que estamos prontos para ajudar”, disse Silval, que, caso não haja uma solução, está disposto a ir até o presidente para informar que o Estado vai assumir a obra.

Mais de 1.500 pessoas entre militantes e lideranças comunitárias foram até a Amdepol manifestar apoio à candidatura à reeleição de Silval. O encontro, de mobilização, reuniu candidatos da Coligação “Mato Grosso em Primeiro Lugar” e lideres de cerca de 60 associações de moradores, representantes de entidades de classe, de Clube de Mães e de Mulheres, de Jovens e de Idosos da regional Norte da Capital, da Grande CPA e de bairros vizinhos.

“Quero agradecer do fundo do meu coração a cada um que se faz aqui presente, que atenderam ao convite da coordenação e vieram aqui prestigiar, trazer este carinho e esta energia positiva”, afirmou Silval.

“Nossa campanha cresce mais a cada dia. Nos lugares que ando vejo a militância empolgada e os resultados das pesquisas mostram que a população abraçou nossa candidatura”, disse o governador que chegou ao local juntamente com os candidatos a vice, Chico Daltro (PP) e ao Senado, Blairo Maggi (PR) e Carlos Abicalil (PT), e ainda deputados federais e estaduais que integram a coligação.

Representando o movimento comunitário, o presidente da União Cuiabana de Associações de Moradores de Bairros (Ucamb), Édio Martins, declarou que o governo do Estado abriu as portas aos comunitários e tudo o que foi combinado foi cumprido.

“Cuiabá ficou durante muitos anos esperando por serviços básicos de infraestrutura e isso se tornou realidade no Governo Blairo Maggi e é por isso que o movimento apoia Silval, porque ele vai continuar esse trabalho e fazer ainda muito mais”, disse Édio.

Ele lembrou, ainda, que em atenção à comunidade, o governo do Estado criou a Secretaria-Adjunta de Assuntos Comunitários. No ano passado o Estado executou obras de patrolamento e encascalhamento em ruas de 81 bairros da capital. Além disso, atendeu à comunidade com cestas básicas, filtros, cobertores, mutirões da cidadania, casamento comunitário. “O governo também realizou um sonho de 29 anos do movimento ao construir a sede da Ucamb no bairro do Porto”, disse.

O ex-governador Blairo Maggi disse que a parceria entre as comunidades e o Estado está completando oito anos e que agora quer propor outra parceria para trabalhar no legislativo, em Brasília, não só para ajudar Mato Grosso, mas o Brasil.