Programa Copa na Mesa vai qualificar profissionais em Mato Grosso

Empresários, atendentes e empreendedores individuais (ambulantes) serão qualificados para receber adequadamente os turistas que virão a Mato Grosso para a Copa 2014. O Programa Copa na Mesa, apresentado nesta sexta-feira (06.08) pela Associação Brasileira de Bares e Restarurantes (Abrasel), pretende preparar os estabelecimentos para atuarem como pontos de informação ao turista, contribuindo para a promoção …

07/08/2010 10:15



Empresários, atendentes e empreendedores individuais (ambulantes) serão qualificados para receber adequadamente os turistas que virão a Mato Grosso para a Copa 2014. O Programa Copa na Mesa, apresentado nesta sexta-feira (06.08) pela Associação Brasileira de Bares e Restarurantes (Abrasel), pretende preparar os estabelecimentos para atuarem como pontos de informação ao turista, contribuindo para a promoção de toda a cadeia produtiva do turismo local.

O diretor de Assuntos Estratégicos da Agecopa, Yuri Bastos, destacou a importância desta parceria, pois Mato Grosso tem uma oportunidade histórica de consolidar sua nova matriz econômica, o ecoturismo. E esse trabalho começa pela formatação adequada do produto, que deve estar bem desenvolvido e bem embalado para a venda, comparou. “Para que a Copa signifique na prática esta evolução e para que o legado permaneça depois do Mundial da FIFA, é fundamental investir em qualificação e infraestrutura. A Agecopa e o governo do Estado farão as obras de infraestrutura turística, mas sem a efetiva participação do empresariado não será possível implantar este padrão internacional de qualidade no atendimento”, disse Yuri.

O presidente executivo da Abrasel Nacional, Paulo Solmucci Júnior, apresentou aos representantes do segmento os objetivos e a metolodogia de trabalho do Copa na Mesa, que tem o apoio técnico e financeiro do Ministério do Turismo. Através desta parceria, a Abrasel vai oferecer cursos gratuitos de qualificação para gestores e colaboradores do ramo de alimentos nas doze sedes da Copa 2014. Segundo Solmucci, o projeto deve capacitar, até o ano de 2013, mais de 180 mil profissionais em todo o país.

Por meio da qualificação, os profissionais do setor turístico vão aprender técnicas de segurança dos alimentos, atendimento ao cliente e conceitos básicos de inglês ou espanhol para a recepção em bares e restaurantes. Estão previstos ainda noções de ética e cidadania, aspectos históricos do Estado e outras informações relevantes.

Luiz Fernando Nonato, presidente da Abrasel-MT, explicou que os colaboradores treinados irão atuar como multiplicadores de conhecimentos. “Esta é uma estratégia inédita. Vamos atuar com bares e restaurantes nas três dimensões do servir: comida boa, segurança dos alimentos e serviço ao turista com informações básicas sobre Mato Grosso e seus municípios. Os profissionais poderão informar os turistas estrangeiros sobre como se locomover pela cidade, a localização de hospitais e polícia, até os pontos turísticos”.

O programa prevê ainda oferecer consultoria a ambulantes. Eles terão à mão cardápios com informações em seis línguas diferentes — inglês, espanhol, italiano, francês, alemão e árabe.

O secretário de Desenvolvimento Econômico de Várzea Grande, João Bulhões, destacou a necessidade de conscientizar os operadores do turismo e a comunidade como um todo sobre a necessidade de melhorar a qualidade dos serviços em toda a cadeia produtiva. E lembrou que a Copa começa em Várzea Grande, pela recepção aos turistas que desembarcam no aeroporto Marechal Rondon.

Ao final da reunião a Agecopa e a Abrasel assinaram um Termo de Cooperação que formaliza a parceria necessária à implantação do programa em todos os municípios turísticos de Mato Grosso.