5 estrelas fica pronto em um ano

O primeiro hotel categoria cinco estrelas de Mato Grosso, o Gran Odara, do empreendedor Renato de Paiva Pereira, teve ontem sua inauguração confirmada para daqui a um ano, em agosto de 2011. Os investimentos iniciais no projeto previstos pelo Grupo Fibra, que controla o Odara, de R$ 16 milhões, foram atualizados para R$ 20 milhões. O …

10/08/2010 09:09



O primeiro hotel categoria cinco estrelas de Mato Grosso, o Gran Odara, do empreendedor Renato de Paiva Pereira, teve ontem sua inauguração confirmada para daqui a um ano, em agosto de 2011.

Os investimentos iniciais no projeto previstos pelo Grupo Fibra, que controla o Odara, de R$ 16 milhões, foram atualizados para R$ 20 milhões. O Gran Odara, localizado à Avenida Miguel Sutil, está em fase de acabamento (pinturas e instalações), terá 12 andares, 142 apartamentos de luxo e previsão de gerar 120 empregos diretos.

Segundo Renato de Paiva, presidente do Grupo Fibra, o novo hotel será “o cartão de convite à Capital”. O hotel terá 15 mil metros quadrados (m²) de área construída e tem, como um dos diferenciais, um amplo centro de eventos com capacidade para até 1,8 mil pessoas.

O foco de atuação do Gran Odara estará voltado para o turismo de negócios, que responde por mais de 90% de todo o movimento do setor hoteleiro na Grande Cuiabá. Para tanto, o empreendimento contará com toda infraestrutura necessária, como salas modulares, permitindo adequar os espaços para abrigar eventos de qualquer porte.

“Os nossos apartamentos terão uma dimensão mínima de 30 m² e os móveis serão de primeira qualidade e ótimo acabamento”, aponta o empresário Renato Paiva. A área de lazer contará com ampla piscina, salão de beleza, academia de ginástica, lojas de conveniência e toda a estrutura de um hotel cinco estrelas. Dos R$ 20 milhões a serem investidos no projeto, R$ 9,5 são oriundos do Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO).

CRESCIMENTO – Renato de Paiva diz que a decisão de construir um hotel cinco estrelas em Cuiabá foi tomada com base no crescimento da cidade nos últimos anos. “Cuiabá vem crescendo ao ritmo chinês e tem um futuro muito promissor. Além disso, vemos que a cidade está recebendo hoteis de classe econômica. Temos demanda para abrigar um cinco estrelas, por isso estamos construindo este projeto para acompanhar o crescimento do turismo de negócio que está em franca expansão e justifica um empreendimento deste porte”.

O empresário avalia o momento como favorável para os investimentos no setor hoteleiro, especialmente após a confirmação de Cuiabá como uma das cidades-sede da Copa de 2014. (MM)