Orquestra lança discos no bairro Pedra 90 e sai em turnê

No próximo dia 12 de agosto, o bairro Pedra 90 em Cuiabá, será o palco de abertura da Temporada 2010 da série de Concertos Populares da Orquestra do Estado de Mato Grosso. O concerto de estreia desta série marca também o lançamento dos dois primeiro álbum da OEMT. Não se trata de um disco duplo, …

10/08/2010 16:48



No próximo dia 12 de agosto, o bairro Pedra 90 em Cuiabá, será o palco de abertura da Temporada 2010 da série de Concertos Populares da Orquestra do Estado de Mato Grosso. O concerto de estreia desta série marca também o lançamento dos dois primeiro álbum da OEMT. Não se trata de um disco duplo, mas dois trabalhos bem distintos, gravados no estúdio Inca, em Cuiabá, nos meses de março e agostos de 2009 e abril de 2010. As gravações estão sob a regência e direção artística do maestro Leandro Carvalho e contam com participações de importantes solistas especialmente convidados para cada um dos três repertórios presentes nos dois discos. Estão nas gravações o violoncelista Antônio Del Claro, o bandolinista Marco Cesar de Oliveira Brito e o violeiro Roberto Corrêa.

O primeiro álbum, Bragato & Radamés, gravado ano passado, apresenta obras de dois extraordinários compositores que tiveram seus trabalhos exibidos pela OEMT na Temporada 2009 da série de Concertos Oficias. Para a interpretação da música de José Bragato, respeitado compositor nascido na Itália e radicado na Argentina desde 1928 – importante personagem da revolução do tango argentino ao lado de Astor Piazzolla -, a Orquestra convidou um dos mais reverenciados violoncelista da atualidade para solista, Antonio Del Claro. Na segunda metade do disco está à suíte Retratos, conjunto de choros e orquestra de cordas, escrita por Radamés Gnatalli. Nesta parte do trabalho, as gravações da Orquestra contam com a participação especial do solista pernambucano, Marco Cesar, ao bandolim.

Hoje, aos 95 anos de idade, vivendo em Buenos Aires, o compositor José Bragato, falou sobre as primeiras impressões ao ouvir sua música gravada pela OEMT. “As gravações ficaram excelentes. Sinto-me muito lisonjeado por ter minha obra gravada pela Orquestra do Estado de Mato Grosso. Cada um dos instrumentos da Orquestra, incluindo o violoncelo do solista Antônio Del Claro – que eu considero um grande interprete -, me deixou muito satisfeito. O maestro Leandro Carvalho , com sua liderança efetiva, conseguiu interpretar o significado das obras, o estilo do tango e da música paraguaia”, descreve o compositor radicado na Argentina, ao ouvir as três primeiras peças do disco: Milontan, Graciela y Buenos Aires e Três Movimentos Porteños.

O segundo álbum, intitulado Mestres do Rasqueado, foi gravado em março de 2010 com a participação do violeiro e pesquisador de tradições culturais, Roberto Correa. O disco é uma homenagem aos grandes compositores de Mato Grosso. Um álbum rico em tradições e ritmos pantaneiros, que tem como principal personagem a afamada viola de cocho. Além de músicas de Roberto Correa [Mazurca Pantaneira e Araponga Isprivitada] e peças de três grandes compositores mato-grossenses, Mestre Albertino, Mestre José Agnello Ribeiro e Tote Garcia, o disco apresenta a gravação inédita do Concertino para viola de cocho e orquestra, peça escrita pelo alemão naturalizado brasileiro Ernst Mahle, especialmente encomendada pela OEMT para o aniversário de Cuiabá, exibida pela primeira vez no Cine Teatro Cuiabá, em 8 de março de 2010.

Sobre a qualidade das gravações e o desempenho de seu grupo em estúdio, o maestro Leandro Carvalho , que enquanto violonista já gravou outros nove discos, explicou que tem ouvido muitas gravações de música de orquestra, Brasil a fora, e que, ultimamente, pouquíssimas orquestras atingem um nível tão elevado de qualidade, quanto o alcançado por esses dois primeiros trabalhos da Orquestra do Estado de Mato Grosso. “É um motivo de orgulho muito grande para mim. Há tempos não me sinto tão feliz e realizado com um disco… Estou duplamente satisfeito e muito contente com o resultado”, declarou o maestro.

Concertos Populares 2010

Graças ao patrocínio do Grupo André Maggi, a série de Concertos Populares da Orquestra do Estado de Mato Grosso está de volta em 2010. Responsável por levar música de concerto às praças e locais públicos de fácil acesso a população, desde sua criação em 2005, a OEMT já realizou concertos em mais de 100 cidades de 22 estados brasileiros. Só em Mato Grosso, já foram mais de vinte municípios contemplados. Este ano, serão oito novas apresentações gratuitas começando por Cuiabá [dia 12/08, na Praça do Caic, no bairro Pedra 90], seguindo para Campo Verde [13/08, na AV. Brasil], Rondonópolis [14/08, no Casario], Nova Mutum [16/08, no Jardim da Prefeitura], Lucas do Rio Verde [17/08, no Lago Ernani Machado], Sorriso [18/08, na Praça das Fontes], Campo Novo [20/08, na Praça de Eventos] e por fim, em Sapezal [21/08, no Paço Municipal].

“Este ano, daremos continuidade ao processo de valorização dos municípios e da promoção da cidadania”, diz Leandro Carvalho e relembra “O firme propósito de democratizar o acesso a bens culturais, em especial a música de concerto, trouxe a oportunidade de percorrer o Brasil e estender esta oportunidade para brasileiros de todas as regiões do país”, explica o maestro, referindo-se às duas turnês que em 2008, fizeram com que a OEMT realizasse concertos em 95 municípios de 21 estados brasileiros, além do Distrito Federal, para um público de mais de 200 mil pessoas.

Roberto Correa viaja com a OEMT

Boa parte do repertório da Temporada 2010 da série de Concertos Populares da Orquestra do Estado de Mato Grosso vai homenagear os grandes compositores mato-grossenses e a viola de cocho em peças gravadas pela OEMT no álbum Mestres do rasqueado, lançado na abertura dos Populares 2010. Para tanto, A OEMT contará com a virtuose do violeiro e pesquisador Roberto Correa que participará dos oito concertos desta série, solando tanto a viola de cocho quanto a viola caipira. Sobre as apresentações junto a OEMT, Roberto diz que “trata-se de uma orquestra muito importante para a música brasileira. A Orquestra de Mato Grosso apresenta um trabalho inovador e ousado ao unir a viola de cocho e o instrumental clássico da música de concerto. É empolgante voltar este Estado para tocar viola com uma orquestra tão respeitável”.

Diário de bordo

Assim como nos anos anteriores, a OEMT conta com uma poderosa ferramenta de interação com seu público. Durante toda a turnê, o blog da série de Concertos Populares [www.concertospopulares.blogspot.com] será um canal diário de publicações de vídeos de cada apresentação, fotos, curiosidades da turnê, depoimentos, entrevistas e informações relacionadas ao evento. Mas talvez, o quesito mais importante seja a opinião do público sobre os concertos, exposta nos comentários do blog.

O que ouviremos

O repertório dos Concertos Populares nunca fez tanta justiça ao nome da série. Na Temporada 2010, a OEMT interpretará um repertório que fará uma viagem musical pela cultura popular do país, da música do nordeste, passando pelo rasqueado e modas de viola do centro-oeste e terminando com os chamamés da região sul. Peças de Lorenço Fonceca, o Capiba, Chiquinha Gonzaga, Elpidio dos Santos, Roberto Correa, do cacerense Tote Garcia e do cuiabano Mestre Albertino completam a primeira etapa dos concertos. A segunda parte das apresentações exibe alguns chamamés clássicos da cultura sul-americana incorporados às tradições gaúchas. Músicas de Ramón S. Rios, Gregório Molina e Mario del Tránsito Cocomarola, além do tango do chileno radicado no Rio Grande do Sul, Gilberto Moreira.

Lourenço da Fonseca Barbosa ‘Capiba’ (1904-1997)
– Minha Ciranda
– Um pernambucano no Rio
Chiquinha Gonzaga (1847-1935)
– Suite (Lua Branca, Abre Alas, Atraente e Gaúcho)

Elpidio dos Santos
– Casinha Branca

Roberto Correa (1954)
– Araponga Isprivitada
Roberto Correa (1954)
– Mazurca Pantaneira
Tote Garcia (1907-1987)
– Cadê Totinho e Rabello no Coxipó
Mestre Albertino (1906-1995)
– No bairro do Areão, Lambari na Cuia e Paraíso

Gregório Molina (1938) & Mario del Tránsito Cocomarola (1918-1974)
– Villa Guillermina e Kilómetro 11

Gilberto Monteiro
– Milonga para as missões

R.S. Rios – Merceditas
Dom Francisco de Aquino Corrêa (1885-1956) & Emílio Heine – Hino de Mato Grosso

Realização

A Temporada 2010 da Orquestra do Estado é uma realização do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, e tem como patrocinadores as empresas Bimetal, Eletrobrás/Eletronorte, Grupo Votorantim, Grupo André Maggi e Lei Federal de Incentivo à Cultura/Ministério da Cultura. Apoio das empresas Localiza, Fisk Inglês e Espanhol, Amazon Hotel, Soul Propaganda, Tauro Motors e Sistema FeComércio/Sesc/Senac.

Serviço

O quê: Lançamento dos discos “Bragato e Radamés” e “Mestres do rasqueado” + Concertos Populares 2010 da OEMT
Quando: de 12 a 21 de agosto de 2010
Onde: Cuiabá, Campo Verde, Rondonópolis, Nova Mutum, Lucas do Rio Verde, Sorriso, Campo Novo do Parecis e Sapezal
Informações:
www.orquestra.mt.gov.br
www.concertospopulares2010.blogspot.com
Contatos:
Telefones: (65) 30271824/ 8425-1443