Concorrência faz preço do carro zero cair em julho

Após o fim da redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) em março, o carro zero acumulou três altas mensais consecutivas em abril, maio e junho. Entretanto, a concorrência do setor automobilístico deixou o veículo novo 0,68% mais em conta em julho, segundo informou a agência Autoinforme na quarta-feira (11). A tendência do mercado era …

12/08/2010 08:13



Após o fim da redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) em março, o carro zero acumulou três altas mensais consecutivas em abril, maio e junho. Entretanto, a concorrência do setor automobilístico deixou o veículo novo 0,68% mais em conta em julho, segundo informou a agência Autoinforme na quarta-feira (11).

A tendência do mercado era concluir uma alta de 5%, índice calculado para “repor” o imposto, que voltou a incidir a partir do dia primeiro de abril, no preço do carro zero. Entre abril e julho, o carro subiu menos da metade dos 5% previstos – foram 2,07% de aumento, segundo estudo AutoInforme/Molicar.

A entidade informa que não é possível prever se tratar de uma estagnação do mercado ou se a queda em julho é pontual.

– Só o resultado do balanço de agosto é que vai dar um indicativo mais seguro sobre o comportamento do preço praticado do carro zero.

De janeiro a julho, o Preço de Verdade – um indicador criado pela Autoinforme para medir os preços dos veículos – acumula alta de 2,68%. O último registro de queda de preço ocorreu em outubro do ano passado, quando os veículos zero-quilômetro ficaram 0,01% mais em conta. No mês anterior, agosto, os preços caíram 0,26%.

Os carros da Volkswagen e da Ford tiveram queda de preço acima da média em julho. A Volks registrou queda de 1,49% e a Ford, de 1,24%. A Fiat teve uma pequena queda, de 0,08% – ou seja, acima da média. No caso da GM, os preços subiram: os carros da marca ficaram 0,15% mais caros em julho.

Evolução dos preços dos veículos zero km

Janeiro: 0,4%
Fevereiro: 0,15%
Março: 0,05%
Abril: 1,68%
Maio: 0,41%
Junho: 0,66%
Julho: – 0,68%