Demora nas obras do aeroporto preocupa Agecopa

A demora na licitação das obras de ampliação do aeroporto Marechal Rondon, pode inviabilizar a candidatura de Cuiabá como sede da Copa das Confederações, em 2013 e comprometer a realização da Copa 2014. Todos os esforços para dotar Cuiabá, Várzea Grande e municípios com potencial turístico de condições adequadas para receber os eventos serão inúteis …

17/08/2010 10:13



A demora na licitação das obras de ampliação do aeroporto Marechal Rondon, pode inviabilizar a candidatura de Cuiabá como sede da Copa das Confederações, em 2013 e comprometer a realização da Copa 2014. Todos os esforços para dotar Cuiabá, Várzea Grande e municípios com potencial turístico de condições adequadas para receber os eventos serão inúteis caso o aeroporto não esteja em condições de receber o público esperado no maior evento da história de Mato Grosso.

O alerta é da diretoria da Agecopa, preocupada com as últimas informações fornecidas pela Infraero, estatal responsável pela gestão dos aeroportos brasileiros. Os diretores Agripino Bonilha (Relações Interinstitucionais) e Carlos Brito (Infra-estrutura) participaram da reunião com representantes do Fórum Empresarial e do Fórum Turístico, na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), onde foi discutida a situação das obras do aeroporto Marechal Rondon em Várzea Grande.

Como resultado da reunião, a Agecopa solicitou audiência com o governador Silval Barbosa a ser realizada na próxima semana, quando serão expostas todas as razões para que o governo intervenha junto ao Ministério da Defesa (ao qual está vinculada a Infraero) ou mesmo à Presidência da República para a solução do impasse.

A expectativa das entidades de diversos setores é de que a audiência com o governador seja produtiva e defina encaminhamentos práticos, alerta José Alberto de Aguiar, presidente do CDL/Cuiabá.