Moderagro disponibiliza até R$ 300 mil para o avicultor

As inovações do Moderagro ganham praticidade no início do ano agrícola 2010/2011 e viabilizarão obras, melhorias e inovações. Com o programa, o avicultor que quiser investir em equipamentos e modernização dos aviários tem a disposição um limite que passou de R$ 300 mil, com juros de 6,75% e prazo de 10 anos para pagar. A …

20/08/2010 08:37



As inovações do Moderagro ganham praticidade no início do ano agrícola 2010/2011 e viabilizarão obras, melhorias e inovações. Com o programa, o avicultor que quiser investir em equipamentos e modernização dos aviários tem a disposição um limite que passou de R$ 300 mil, com juros de 6,75% e prazo de 10 anos para pagar.

A Acav e a União Brasileira de Avicultura (Ubabef) elogiaram o programa porque permite a modernização e a sustentabilidade da produção. Ávila observa que, ao se incluir a avicultura nesse processo, estimula-se a produção dentro das mais elevadas exigências e dos mais rigorosos padrões do mercado internacional, abrindo as portas para o frango de corte brasileiro em todo o mundo.

A inclusão da atividade avícola no Moderagro permitirá ao setor manter o padrão de qualidade que fez do frango brasileiro a carne mais consumida no País e líder mundial em exportações. Para obter o financiamento, o produtor avícola precisará primeiramente contatar um banco. O agente financeiro analisará a proposta de crédito e pode solicitar um projeto técnico para a aprovação dessa operação de crédito.

A novidade para a avicultura está inclusa no Plano Agrícola e Pecuário 2010/2011 que estabelece em R$ 100 bilhões o montante de recursos em custeio e investimentos ao abrigo do sistema nacional de crédito rural. Para o produtor integrado, o limite de financiamento passou de R$ 40 mil para R$ 45 mil por produtor de frangos. O criador de perus teve seu limite expandido de R$ 60 mil para R$ 65 mil. Os novos limites permitem mais recursos para a atividade avícola além de linhas específicas para novos investimentos.

O presidente da Acav mostra que, com mais recursos disponíveis, o produtor poderá investir em novas e avançadas técnicas, levando para dentro do aviário bem-estar animal e, conseqüentemente, maior qualidade na carne de frango produzida. Com informações da assessoria de imprensa da Acav.