Cientistas descobrem dinossauro de 4 m “corcunda” na Espanha

Pesquisadores afirmam ter descoberto um dinossauro predador com um estranha protuberância nas costas e outras menores nos braços em Las Hoyas, região central da Espanha. A descoberta do Concavenator corcovatus foi divulgada na quarta-feira(08/09)  na revista Nature. Segundo o estudo, o animal tinha cerca de 4 m de comprimento, do nariz à ponta do rabo, …

09/09/2010 10:02



Pesquisadores afirmam ter descoberto um dinossauro predador com um estranha protuberância nas costas e outras menores nos braços em Las Hoyas, região central da Espanha. A descoberta do Concavenator corcovatus foi divulgada na quarta-feira(08/09)  na revista Nature.

Segundo o estudo, o animal tinha cerca de 4 m de comprimento, do nariz à ponta do rabo, e viveu há cerca de 130 milhões de anos. A região onde foi encontrado, hoje um semiárido, seria na época uma área pantanosa.

Os pesquisadores acreditam que as protuberâncias nos braços podem ter sido parte de uma estrutura que prendia penas aos ossos. Não seria o primeiro dinossauro com penas descoberto, mas seria o primeiro do grupo Allosauroidea. Até hoje eram conhecidas apenas no grupo Coelurosauria.

Segundo a revista, se a pesquisa estiver correta, os dinossauros apresentaram estruturas de penas muito antes do que se imaginava, já que dificilmente os dois grupos desenvolveram essas estruturas separadamente, o que indica que o seu ancestral – o grupo Neotetanurae, que viveu entre 175 milhões e 161 milhões de anos atrás – também tinha essa característica.