Recursos não declarados à Justiça Eleitoral serão policiados

O Governo do Estado de Mato Grosso, comungando com a preocupação do Tribunal Regional de Eleitoral de Mato Grosso (TRE/MT) – que já determinou a proibição de saque superior a R$ 5 mil nas agências da rede bancária – vai realizar uma grande operação para coibir qualquer ação ilícita no dia 03 de outubro, como …

01/10/2010 09:13



O Governo do Estado de Mato Grosso, comungando com a preocupação do Tribunal Regional de Eleitoral de Mato Grosso (TRE/MT) – que já determinou a proibição de saque superior a R$ 5 mil nas agências da rede bancária – vai realizar uma grande operação para coibir qualquer ação ilícita no dia 03 de outubro, como nos dias que antecedem e posteriores às eleições de 2010. O secretário-chefe da Casa Civil, Eder Moraes, na quinta-feira (30.09), coordenou uma ampla reunião com as cúpulas da Segurança Pública e inteligência da Policia Judiciária Civil e Polícia Militar.

A Polícia Militar mobiliza 4 mil homens que vão realizar um pente fino, no sentido de evitar qualquer tipo de transportes de recursos não declarados junto a Justiça Eleitoral. As estradas, inclusive as vicinais – que interligam as cidades polos e todos os aeroportos – serão monitoradas 24 horas. Cerca de 250 homens da Polícia Judiciária Civil e da Polícia Militar irão trabalhar no sistema de informação e contrainformação. Todas as câmeras do sistema de monitoramento da Sejusp serão usadas nesta operação.

Segundo o secretário Eder Moraes, “as polícias de Mato Grosso já dispõem de informações sobre possíveis pontos que irão funcionar como comitês financeiros. Estes pontos vão receber uma atenção especial e qualquer movimentação suspeita as polícias vão agir”.

Participaram da reunião, o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Diógenes Curado Filho; o secretário-chefe da Casa Militar, coronel PM Antônio Roberto Monteiro de Moraes; o comandante Geral da Polícia Militar, coronel PM Osmar Lino Farias, e os delegados Marcos Veloso, diretor Metropolitano; e Jales Batista, diretor do Interior.