Mato Grosso recebe Intervenções Urbanas no Mato

Em comemoração à Consciência Negra, Cuiabá, Rondonópolis, Sapezal, Nova Mutum, Cacéres e Poconé receberão uma série de atividades por meio do evento Intervenções Urbanas no Mato. As ações já tiveram início, porém se intensificam a partir do dia 08 de outubro de 2010. O Intervenção Urbana, compõe a agenda MT Negro criada pela Secretaria de …

06/10/2010 10:00



Em comemoração à Consciência Negra, Cuiabá, Rondonópolis, Sapezal, Nova Mutum, Cacéres e Poconé receberão uma série de atividades por meio do evento Intervenções Urbanas no Mato. As ações já tiveram início, porém se intensificam a partir do dia 08 de outubro de 2010. O Intervenção Urbana, compõe a agenda MT Negro criada pela Secretaria de Estado de Cultura de Mato Grosso. Agregando um grande número de parceiros, o Intervenção Urbana no Mato pretende levar ao grande público a cultura afrobrasileira, rompendo muitos dos preconceitos e estereótipos presentes no dia a dia em prol da manutenção, autoestima, valorização dos costumes e também, discutir mecanismo de aplicação da Lei 10.639/2003.

Segundo a Lei, os estabelecimentos de ensino fundamental e médio, oficiais e particulares, obrigatoriamente devem incluir o ensino sobre História e Cultura Afro-Brasileira no seu currículo escolar, sendo que o conteúdo programático deve promover entre outros temas a cultura negra brasileira e o negro na formação da sociedade nacional, resgatando a contribuição do povo negro nas áreas social, econômica e política na História do Brasil. “As Intervenções Urbanas no Mato são formas de socializar informações através de atividades gratuitas em diferentes municípios do Estado. É uma maneira de contribuir para a quebra de estigmas e preconceitos, para a valorização da cultura afro com ações de formação do despertar da Consciência para que seja pauta diária e não apenas lembrada de forma pontual no dia 20 de novembro por toda sociedade”, analisa a produtora cultural Elaine Santos, uma das organizadoras do evento.

Em Nova Mutum desde 08 e 09 de setembro vem acontecendo mensalmente as oficinas de musicalização, contação de histórias, documentário, mostra de cinema, gestão cultural, oficina de Elaboração de Projetos, penteados e dança afro, oficina de dança de rua, batizado de capoeira, fórum e palestras.

O auge dos trabalhos neste município será o Circuito Harakati Zumbi no dia 14 de novembro, com muita música, artes visuais e artesanato. Em Poconé, acontecerá a Tradicional Festa da Comunidade Quilombola de Chumbo, organizada pela Comissão Quilombola, apoiada pelo Sebrae e Prefeitura local, na qual as Intervenções Urbanas no Mato levará atividades resultantes das oficinas e trabalhos realizados pelos parceiros do evento.

Em Cáceres dia 16 de outubro acontece a oficina de musicalização, workshop de dança de rua com Marcilene Maria, diretora da M.U.V. Cia de Dança, apresentação dos grupos D\’Soul e M.U.V. Cia de Dança e ainda uma das seletivas do Festival Dekebra que reúne todos os anos B.boys, dançarinos, coreógrafos, profissionais da dança de rua, militantes da cultura Hip Hop de todo o Brasil para participarem da Batalha de Break dance. A batalha final acontecerá dia 13 de novembro em Cuiabá.

Rondonópolis (23 e 24) e Sapezal (18, 19 e 20) recebem a oficina de disseminação da tecnologia social oferecida pelo Instituto Mandala em outubro, ponto alto do evento, Cuiabá recebe Intervenção de Grafitte e apresentação de Dança de Rua na Praça da República. Essa ação também será uma homenagem ao dia da Cultura. Além dessas atividades a Capital sedia o Festival Dekebra, o Circuito Kizumba, que levará para as principais casas noturnas e bares, vários estilos musicais vindos da música negra; o Ritmo de Tambores que acontece desde 2008 no largo da Igreja de Nossa Senhora do Rosário/São Benedito; a Mostra de Cinema Negro e o Prêmio Personalidade Negra João Candido.

A realização das Intervenções Urbanas no Mato é dos Institutos Mandala e Maloca, com produção da Terra do Sol Empreendimentos Culturais. O evento conta também com a parceria do Instituto Mão Amiga, Amparu, Comunidade Terapêutica Vida Serena, Sebrae, Cia de Teatro e Dança Afro Ayolwua e MIN, MUV Cia de Dança. Apoiam a iniciativa o Fundo Estadual de Fomento Cultura, Secretaria de Estado de Cultura de Mato Grosso, Universidade Federal de Mato Grosso e Secretaria Municipal de Cultura.