O borrachudo de Mauro

Há mais mistério na dívida cobrada a Mauro Mendes do que se possa imaginar. O empresário, derrotado nas eleições para o Governo, sabe para quem emprestou o cheque e o destino de R$ 1,1 milhão. E muito mais. Por exemplo, será mesmo que essa grana toda foi usada para comprar combustível?  Ou veio de alguma …

06/12/2010 06:40



Há mais mistério na dívida cobrada a Mauro Mendes do que se possa imaginar. O empresário, derrotado nas eleições para o Governo, sabe para quem emprestou o cheque e o destino de R$ 1,1 milhão. E muito mais. Por exemplo, será mesmo que essa grana toda foi usada para comprar combustível?  Ou veio de alguma pessoa conhecidíssima da sociedade? Isso só o tempo vai mostrar.

Esse cheque ainda vai dar muito o que falar. Principalmente, se algum promotor criminal pedir investigação do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco). Comentários dão conta que o dinheiro pertencia a uma grande factoring. O dono estaria uma “arara” com o calote e prometeria revidar. Mas, nada de violência como nos tempos passados. Afinal, a cobrança já é judicial.