Mostra apresenta trabalhos do Programa Escola Aberta

O Programa Escola Aberta (PEA) realiza no dia 10 de dezembro, no pátio e auditório da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT), a partir da 8 horas, a II Mostra do Programa Escola Aberta de Mato Grosso. Na oportunidade serão expostos produtos confeccionados pelos participantes durante as oficinas realizadas nas escolas. Ao todo 60 escolas …

07/12/2010 12:56



O Programa Escola Aberta (PEA) realiza no dia 10 de dezembro, no pátio e auditório da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT), a partir da 8 horas, a II Mostra do Programa Escola Aberta de Mato Grosso. Na oportunidade serão expostos produtos confeccionados pelos participantes durante as oficinas realizadas nas escolas.

Ao todo 60 escolas integrantes do Projeto trarão trabalhos, quer sejam artesanais, gastronômico ou espetáculos de dança, música e teatro, desenvolvidos nas oficinas. O Programa atende às unidades públicas de ensino que se encontram em situação de vulnerabilidade social.

Durante os finais de semana as escolas ficam abertas e são ofertados atividades de cultura, arte, esporte, lazer e recreação, qualificação para o trabalho, geração de renda, formação educativa complementar. O objetivo é estreitar a relação escola e comunidade.

Em funcionamento desde 2004, o Programa tem parcerias do Governo Federal, a Unesco e os entes federados. Em Mato Grosso as ações do Programa são monitoradas por equipe específica da Seduc-MT. Por meio de reuniões mensais o Comitê Metropolitano (representações de todas as Unidades de Ensino contempladas pelo Programa) avalia as ações. Nas reuniões são feitos relatos de experiências e trocas de informações entre as escolas participantes.

Segundo a equipe responsável do PEA, na Seduc, em 2009, a avaliação do programa identificou melhorias. “A participação das famílias e da comunidade nas reuniões das escolas levou a que assumissem maior compromisso com a escola e ampliassem o sentido de pertencimento”, informa o técnico da Seduc, Guilherme Luis Costa. Quanto aos estudantes, afirma ele, a conquista foi mais substancial, pois a escola aberta nos finais de semana propiciou acesso a atividades.