Sérgio Ricardo indica R$ 55,5 milhões em emendas para a saúde

O presidente da CPI da Saúde e primeiro secretário da Assembleia Legislativa, deputado Sérgio Ricardo (PR), defende que o Governo do Estado deve investir mais na saúde devido as dificuldades que o setor vem enfrentando. “È necessário que a saúde receba recursos para que possa oferecer uma melhor qualidade no atendimento, além de viabilizar obras …

11/12/2010 08:39



O presidente da CPI da Saúde e primeiro secretário da Assembleia Legislativa, deputado Sérgio Ricardo (PR), defende que o Governo do Estado deve investir mais na saúde devido as dificuldades que o setor vem enfrentando. “È necessário que a saúde receba recursos para que possa oferecer uma melhor qualidade no atendimento, além de viabilizar obras que estão inacabadas, a construção de novas unidades de saúde e aquisição de medicamentos e equipamentos”.
Sérgio Ricardo indicou R$ 55,5 milhões em emendas individuais à Lei Orçamentária Anual (LOA) 2011 priorizando obras importantes para a melhoria dos serviços de saúde pública de Mato Grosso.

Para reforma e adequação do Lar Doce Lar, no bairro Lixeira, o deputado pleiteou o montante de R$ 1,2 milhão da Secretaria de Estado de Saúde. O parlamentar apresentou também emenda no valor de R$ 3,5 milhões para adequação da rede elétrica e hidrosanitária do Hemocentro e Centro de Referência de Média e Alta Complexidade de Cuiabá.

Com o objetivo de complementar os recursos já liberados pelo Ministério da Saúde, para a implantação do Hospital Metropolitano de Várzea Grande, Sérgio Ricardo destinou R$ 18 milhões.

O Hospital Psiquiátrico Adauto Botelho também contará com investimentos de R$ 4 milhões para a criação de uma nova unidade especializada no tratamento de dependentes químicos. Atualmente, a unidade de saúde tem internados dependentes químicos e deficientes mentais o que dificulta o tratamento de ambos.

Foram destinados, ainda, R$ 3,5 milhões e R$ 12 milhões para os Hospitais do Câncer e da Criança, respectivamente, ambos localizados em Cuiabá.

Para a contratação e ampliação do programa “Fila Zero”, que já está em funcionamento e que tem objetivo de zerar as filas de espera para consultas, exames e cirurgias em Mato Grosso, Sérgio Ricardo garantiu investimentos da ordem de R$ 2,2 milhões.

Outras unidades de saúde serão beneficiadas, como o Centro de Referência em Oftalmologia, Escola de Saúde Pública, Coordenadoria de Saúde do Trabalhador- (CERESTE), Centro Especial de Odontologia para Pacientes Especiais- (CEOPE), Centro de Reabilitação Dom Aquino Correa (CRIDAC), Centro Integrado de Assistência Psicossocial (CAPS) e Centro Integrado de Assistência Psicossocial Infantil (CAPSI).

“Precisamos garantir investimentos para a realização dessas obras e dar à população mato-grossense o mínimo de estrutura necessária de atendimento, uma vez que a demanda do setor está crescendo a cada dia”, declarou Sergio Ricardo.

O orçamento da Saúde para este ano (2010) foi estimado em R$ 750.805.560 milhões, um crescimento de 6,29% quando comparado com o de 2009 que foi de R$ 706.385,607 milhões. Para 2011, está programado um montante de R$ 929.526.717 milhões.

Segurança Pública- A unidade do Corpo de Bombeiros de Cuiabá também foi contemplada com emenda na ordem de R$ 4 milhões para o custeio da unidade, bem como investimentos no quadro.