Homem de 51 anos é suspeito de estuprar enteada de apenas 2 anos em Lucas

Samuel Delarmi, de 51 anos de idade, foi detido na noite deste sábado, dia 12 de fevereiro, suspeito de abusar sexualmente da enteada de um ano e oito meses.  O estupro teria acontecido na casa onde ele vive com a mãe da criança, no bairro Rio Verde. A violência sexual, grave, foi constatada através de …

13/02/2011 09:50



Samuel Delarmi, de 51 anos de idade, foi detido na noite deste sábado, dia 12 de fevereiro, suspeito de abusar sexualmente da enteada de um ano e oito meses.

 O estupro teria acontecido na casa onde ele vive com a mãe da criança, no bairro Rio Verde. A violência sexual, grave, foi constatada através de exames médico realizado no Posto Central.
Em entrevista exclusiva, a Conselheira Tutelar Dorilda Minoso disse que tanto a mãe quanto o padrasto freqüentemente ingerem bebida alcoólicas. O caso foi descoberto após o Conselho ter sido acionado através de denúncia anônima, onde informava que a mãe da menor teria espancado um dos filhos de oito anos, porém, ao chegar na casa, se depararam com o crime de estupro.

 “Foi realmente muito chocante esse crime, onde uma criança de quase dois anos ter sido vitima de um crime desses, tendo como autor um adulto. Nós conversamos com a médica que atendeu a criança e ela nos afirmou que se trata de um estupro mesmo. A criança sangrava muito e estava traumatizada. Ela dizia que o tio tinha feito o dodói”, relatou a conselheira.

 O suspeito de ter cometido o abuso contra a enteada, por sua vez nega todas as acusações, e alega que a mãe da menor armou tudo isso, pois os dois não estão mais se entendendo.

 “Isso ai deve ter sido armado pela mãe dela. Eu estava arrumando as minhas coisas para mudar pra outro local. Eu e a mãe da criança não estávamos mais dando certo juntos. A polícia chegou e me prendeu. Não fui eu e nem posso acusar ninguém pelo ocorrido”.

 Samuel foi detido pela Polícia Militar que confeccionou o Boletim de Ocorrências. O caso foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil, que irá apurar os fatos.