Alternativa para quitar dívidas de 2010

O ano de 2010 inicia com dívidas acumuladas de R$ 342,649 milhões em Mato Grosso e oportunidade de mais consumo devido às facilidades de crédito oferecidas pelas lojas. Segundo os economistas, boa parte dos consumidores não faz orçamento e planejamento dos gastos. Na opinião do economista Paulo Pereira, o orçamento mensal hoje é uma necessidade. …

15/02/2011 07:40



O ano de 2010 inicia com dívidas acumuladas de R$ 342,649 milhões em Mato Grosso e oportunidade de mais consumo devido às facilidades de crédito oferecidas pelas lojas. Segundo os economistas, boa parte dos consumidores não faz orçamento e planejamento dos gastos. Na opinião do economista Paulo Pereira, o orçamento mensal hoje é uma necessidade. “Temos uma realidade que mostra que está muito difícil ganhar dinheiro, ao mesmo tempo em que é muito fácil e rápido gastar o que se ganha. Por isso a população não pode entrar na onda do consumismo sem planejamento”, diz.

De acordo com pesquisa, o alto consumo das festas de fim de ano costuma pesar no bolso no mês de janeiro. O extrato dos cartões de crédito e os boletos dos parcelamentos acumulam com a compra de material escolar e com os impostos que vencem no primeiro bimestre. Para evitar o acúmulo de dívidas, uma boa saída é procurar alternativas de rendas extras.

A venda direta é uma opção fácil, rápida e sem burocracia de gerar renda. Hoje é a escolha de cerca de 2,74 milhões de brasileiros, que trabalham com a vantagem de horário flexível e com a possibilidade de fazer uma ampla lista de contatos.

O modelo de negócios movimentou R$ 26 bilhões no ano de 2010, índice 17,2% maior do que o registrado em 2009. Descontada a inflação no período, que foi de 5,9%, o crescimento real foi de 11,3%. Os dados são da Associação Brasileira de Empresas de Venda Direta – Abevd.

Há 40 anos no mercado, a Natura, líder no segmento de venda direta no Brasil, investe neste ramo de atividade e já conta com mais de 1 milhão de consultores no País. Além das facilidades comerciais, a empresa contribui para o crescimento pessoal e profissional de sua força de vendas, proporcionando treinamentos contínuos e justo reconhecimento pelos resultados de suas iniciativas.

“A Natura acredita no potencial dos indivíduos e na força das relações. A consultora é o principal elo da empresa com o consumidor final. O sistema de venda direta é uma alternativa atraente e prática, uma vez que permite o ingresso na atividade a um baixo investimento e não exige formação específica. Basta ter força de vontade e determinação para obter retorno financeiro”, explica Luis Bueno, diretor regional da Natura.

Para a Natura, só um atendimento personalizado contempla os desejos e necessidades de cada pessoa. Por isso, a empresa investe para que seu canal de vendas seja formado por pessoas com condições de prestar uma verdadeira consultoria ao cliente, indicando os melhores produtos de acordo com as necessidades.

O trabalho da CN (Consultora Natura) é reconhecido e incentivado com campanhas ao longo do ano, que distribuem prêmios para os melhores desempenhos. Além disso, o Programa de Reconhecimento valoriza o tempo de casa e o relacionamento com a Natura.

Para se tornar uma consultora ou consultor da Natura, o interessado precisa ser maior de 18 anos ou emancipado por casamento ou juízo; ter um telefone fixo; CPF próprio e Carteira de identidade; comprovante de residência recente; não possuir restrições de crédito no SPC ou Serasa e ser alfabetizado. Atendendo a esses pré-requisitos, é preciso se cadastrar pelo site www.natura.net/consultoria ou ligar para o Serviço Natura de Atendimento ao Consumidor (SNAC), pelo telefone 0800 115566.

Presente em sete países, a Natura é a maior fabricante brasileira de cosméticos e produtos de higiene e beleza e líder no setor de venda direta. A empresa possui cerca de 6,2 mil colaboradores e registrou em 2009 receita bruta de R$ 5,8 bilhões. O lucro líquido foi de R$ 683,9 milhões, 32,1% superior ao registrado em 2008.