Ministro da Integração Nacional se reúne com governador nesta sexta-feira

O governador Silval Barbosa recebe nesta sexta-feira (11.03) em seu gabinete, no Palácio Paiaguás, a visita do ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho. O encontro vai tratar da situação do município de Colniza (1.050 Km a Noroeste de Cuiabá) e do distrito de Guariba (1.250 Km da Capital), que estão isolados por conta do …

11/03/2011 11:13



O governador Silval Barbosa recebe nesta sexta-feira (11.03) em seu gabinete, no Palácio Paiaguás, a visita do ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho. O encontro vai tratar da situação do município de Colniza (1.050 Km a Noroeste de Cuiabá) e do distrito de Guariba (1.250 Km da Capital), que estão isolados por conta do alto índice de chuvas na região.

O ministro chega à Capital às 10h e a reunião com o governador está marcada para as 10h15. No encontro, o governador Silval Barbosa vai apresentar ao ministro o relatório situacional da região e as ações do Governo do Estado para solucionar os problemas. O chefe do Executivo solicitará apoio ao ministro para minimizar os danos na região.

Às 11h30, o ministro Fernando Bezerra, responde às perguntas dos jornalistas durante coletiva de imprensa que também será realizada no Palácio Paiaguás.

CHUVAS

Colniza e o distrito de Guariba estão isolados deste a última sexta-feira. A situação é fruto das fortes chuvas que elevaram o nível dos rios e destruíram as pontes da MT-418 sobre o rio Canamã, e da MT-206, rodovias que ligam o município ao resto do Estado. A queda da maior ponte da América do Sul, com 254 metros, ainda na MT-206, sobre o Rio Aripuanã também impede a passagem entre Colniza e o distrito de Guariba, a 200 quilômetros de distância.

O governador Silval Barbosa já determinou à Casa Militar que mobilize as secretarias de Segurança Pública (Sesp), de Transporte e Pavimentação Urbana (Setpu), das Cidades (Secid), de Trabalho, Emprego, Cidadania e Assistência Social (Setecs), em caráter de urgência para atender a população das localidades. Para facilitar os trabalhos de abastecimento na região será montada uma base aérea em Juína, onde estará uma aeronave para transporte de alimentos, combustíveis e outros materiais para a população.

De acordo com a Defesa Civil do Estado, o nível pluviométrico no local chega aos 50 milímetros ao dia. Nível considerado acima do normal, mesmo em período chuvoso.