Preço do trigo no Brasil não estimula plantio da safra

Na propriedade de Alberto Heinemann, no norte do Paraná, o plantio está começando. Este ano ele vai semear 130 hectares, a mesma área de 2010. Apesar do preço baixo da saca no mercado, Alberto decidiu novamente apostar na cultura pensando na indústria de panificação e porque quase todo mundo preferiu investir no milho. O agricultor …

21/04/2011 11:12



Na propriedade de Alberto Heinemann, no norte do Paraná, o plantio está começando. Este ano ele vai semear 130 hectares, a mesma área de 2010. Apesar do preço baixo da saca no mercado, Alberto decidiu novamente apostar na cultura pensando na indústria de panificação e porque quase todo mundo preferiu investir no milho.

O agricultor Odair Favali também é produtor de trigo. O plantio está previsto para começar ainda esta semana, mas ele está desanimado com a cultura e já decidiu: reduzirá em 70% a área de trigo.

Preços e dificuldades na comercialização estão desestimulando o plantio de trigo no estado. Segundo a Secretaria de Agricultura do Paraná, a área cultivada será pelo menos 11% menor.

O desânimo do agricultor com a cultura nesta safra é reflexo da situação vivida no ano passado. Boa parte do trigo colhido ainda está armazenada em algumas cooperativas. Os moinhos importaram e muitos agricultores não autorizaram a venda porque ainda esperam por uma reação nos preços.

A Secretaria de Agricultura do estado divulgou que a expectativa de área prevista de plantio deverá atingir um milhão de hectares, mas até agora apenas 5% foram cultivados.

Para Carlos Roberto Riede, agrônomo do Iapar, Instituto Agronômico do Paraná, o plantio está um pouco atrasado, mas os produtores ainda estão dentro da janela de semeadura.

 fonte: Portal do Agronegocio