Chuvas no sul do Brasil provocaram pelo menos dez mortos

As fortes chuvas provocaram deslizamentos de terras, inundações, subida do nível da água dos rios, cortes em dez estradas, quedas de árvores e de postos de eletricidade, que afetaram sobretodo as cidades de Igrejinha, Fazenda Vilanova, Sapucaia do Sul e Nova Hamburgo, onde se registaram vítimas mortais. As cidades de Santa Cruz do Sul, Teutona, …

24/04/2011 09:38



As fortes chuvas provocaram deslizamentos de terras, inundações, subida do nível da água dos rios, cortes em dez estradas, quedas de árvores e de postos de eletricidade, que afetaram sobretodo as cidades de Igrejinha, Fazenda Vilanova, Sapucaia do Sul e Nova Hamburgo, onde se registaram vítimas mortais.
As cidades de Santa Cruz do Sul, Teutona, Nova Hamburgo, São Sebastião do Caí e Pereci Novo declararam o estado de emergência devido ao elevado número de casas que ficaram danificadas.
O temporal deixou ainda 32.000 pessoas desalojadas e cerva de 73.000 ficaram sem eletricidade.
O caso mais grave registou-se em Igrejinha, município do interior do Rio Grande do Sul, onde um deslizamento de terras soterrou seis casas e provocou a morte a pelo menos cinco pessoas, enquanto outras duas estão desaparecidas.
Deste local, os bombeiros conseguiram resgatar vinte pessoas com vida.
Num bairro pobre de Nova Hamburgo, outro deslizamento soterrou uma casa onde estavam três irmãos, de nove, 11 e 13 anos, que morreram.
A queda de um telhado em Fazenda Vilanova provocou a morte a um agricultor que tentava ir buscar as suas ferramentas e em Sapucaia do Sul uma pessoa morreu eletrocutada.
Cerca de 80 por cento das ruas da cidade de Santa Cruz ficaram inundadas.
O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) alertou que as chuvas e os ventos fortes deverão continuar.

fonte:SIC