Páscoa: dia para deliciar-se, mas com moderação

Eles são comercializados de várias formas: branco, preto, meio amargo, amargo, ao leite, com recheios e até com brindes para chamar ainda mais a atenção das crianças, as principais consumidoras dos ovos de chocolate. Hoje, domingo de Páscoa, é o grande dia. Dia de se deliciar com muito chocolate. “Meu filho não vê a hora …

24/04/2011 10:00



Eles são comercializados de várias formas: branco, preto, meio amargo, amargo, ao leite, com recheios e até com brindes para chamar ainda mais a atenção das crianças, as principais consumidoras dos ovos de chocolate. Hoje, domingo de Páscoa, é o grande dia. Dia de se deliciar com muito chocolate.
“Meu filho não vê a hora de abrir o dele. Eu também. Para nós é um ritual que começa com o barulhinho da embalagem. Depois vem o cheiro e por último a degustação. Eu comprei de vários tipos, espero segurar a vontade de não comer todos ao mesmo tempo”, contou a chocólatra assumida, Débora Souza, de 24 anos.
Mas é bom tomar cuidado antes de se empanturrar com a gostosura que dá prazer, mas também engorda. Dependendo do tipo de ovo de páscoa, ele pode ter mais ou menos calorias, fazer bem e até mal, como explica a nutricionista Samanta Serra. “O ovo de chocolate engorda porque tem uma quantidade pequena de chocolate, que é a massa de cacau e muito açúcar e gordura. Por isso devemos ter moderação ao consumi-los”.
O chocolate ao leite é o mais calórico de todos. Em sua composição ele mais gordura vegetal e açúcar do que os outros tipos. “Isso porque os chocolates comerciais precisam ter mais consistência. Eles têm uma quantidade muito pequena de massa de cacau e mais açúcar e gordura, além da adição do leite”.
Já o chocolate branco, nem é considerado chocolate por não ter cacau em sua composição. “Ele só possui açúcar, gordura e leite e corante para ficar com essa cor. Ele é comercializado como chocolate, mas não é”, explicou a nutricionista.O chocolate escuro, em especial o amargo, oferece potentes benefícios para a saúde. O escuro é rico em flavonóides e ácido gálico, que são substâncias antioxidantes que ajudam a proteger os vasos sanguíneos, prevenir câncer e promover a saúde do coração. “O amargo é o mais indicado por possuir propriedades cardio protetoras, ou seja, que fazem bem ao coração. Sua composição é diferente dos demais chocolates. Ele tem muita massa de cacau, pouco açúcar e gordura. Por isso não faz mal a saúde”.
As propriedades cardio protetoras presentes do chocolate amargo são responsáveis pela diminuição do colesterol total, aumento do HDL que é colesterol considerado bom e diminuição do LDL que é o ruim.
Porém, o chocolate amargo nem sempre é o predileto. “Eu não gosto muito dele. Quanto mais doce melhor, por isso compro mais os ovos de chocolate ao leite e principalmente com recheio. Quanto mais doce melhor, assim como a vida tem que ser”, disse Débora Souza.
Eles estão atrás de muito mais que os chocolates
Para as crianças não importa muito o tipo de chocolate, mas sim o que vem dentro do ovo. Os brinquedos é que chamam a atenção. Clara Casto, de oito anos é uma delas. Sua mãe conta que já passou até vergonha em supermercados por que a menina ficava balançando os ovos para saber se tinha ou não algum brinde. “Ela fazia isso quando tinha uns quatro anos. Uma vez deixou cair o ovo no chão e eu tive que pagar. Tudo por que queria adivinhar o brinquedo, mas agora que já sabe ler escolhe diretinho”, contou a promotora de vendas, Márcia Batista.
Já o pequeno Fábio Augusto de seis anos, recolhe os encartes de promoções de lojas de departamento e avisa aos pais, avós e tios sobre os ovos que quer ganhar. “Ela já contabilizou seis ovos. Cada um de um parente, mas eu explico a ele que o sentido da Páscoa não é ovo e nem o coelhinho, mas sim a ressurreição de Jesus Cristo, nosso salvador”, explicou a mãe, a arquiteta Ana Betânia Oliveira.
Fonte:Diário do Pará