Ibovespa sobe 0,78% e atinge maior nível em um mês

Por causa do feriado norte-americano do Dia da Independência, a Bolsa de Valores de São Paulo teve nesta segunda-feira (4) um pregão técnico e de giro financeiro fraco. Mas conseguiu se firmar em alta depois de um início titubeante, com a ajuda de Vale e siderúrgicas. O índice Bovespa terminou a segunda-feira com elevação de …

04/07/2011 19:24



Por causa do feriado norte-americano do Dia da Independência, a Bolsa de Valores de São Paulo teve nesta segunda-feira (4) um pregão técnico e de giro financeiro fraco. Mas conseguiu se firmar em alta depois de um início titubeante, com a ajuda de Vale e siderúrgicas.

O índice Bovespa terminou a segunda-feira com elevação de 0,78%, aos 63.891,31 pontos, na máxima pontuação do dia e maior nível desde 3 de junho (64.340,50 pontos). Na mínima do pregão, registrou 63.314 pontos (-0,13%). Foi a sexta sessão seguida em alta, período no qual acumulou ganho de 4,71%. No mês, sobe 2,38% e, no ano, perda de 7,81%. O giro financeiro totalizou R$ 2,721 bilhões, o menor desde 30 de maio, quando somou apenas R$ 1,689 bilhão, também por causa de outro feriado (Memorial Day nos EUA e bancário em Londres). Os dados são preliminares.

“Esse é o pior feriado, todo o mundo para”, afirmou o operador da Icap Carlos Augusto Nielebock ao destacar a morosidade da sessão de hoje. Se num dia normal os estrangeiros já estavam relutando para ingressar na Bovespa, sem os EUA trabalhando a aversão foi ainda maior. Vale destacar que os estrangeiros retiraram R$ 344,236 milhões líquidos da Bovespa no mês de passado. No acumulado do ano até junho, as retiradas superam as entradas de capital externo na Bolsa em R$ 1,111 bilhão.

Sem a referência dos EUA, a Europa foi acompanhada à distância pela Bovespa. As bolsas europeias fecharam sem trajetória uniforme, também prejudicadas pelo volume mais fraco de negócios hoje. As quedas foram lideradas pelas ações de bancos, pressionadas por um alerta da agência de classificação de risco Standard & Poor’s sobre a dívida da Grécia.

O índice FT-100 de Londres fechou com avanço de 0,46%, para 6.017,54 pontos; o índice DAX de Frankfurt ganhou 0,32%, para 7.442,96 pontos; o índice CAC-40 da Bolsa de Paris caiu 0,11%, para 4.003,11 pontos; e o Ibex-35 de Madri recuou 0,23%, para 10.468,00 pontos. O índice PSI-20 de Lisboa subiu 0,91%, para 7.399,57 pontos, e o índice FTSE MIB de Milão caiu 0,20%, para 20.476,15 pontos.

No Brasil, as ações da Vale e siderúrgicas se destacaram em alta. Vale ON subiu 1,28% e Vale PNA, 0,90%. Gerdau PN, 2,58%, Metalúrgica Gerdau PN, 1,82%, Usiminas PNA, 2,23%, e CSN ON, 1,45%. Petrobras ON, -0,19%, e Petrobras PN, +0,21%.

Pão de Açúcar PN caiu 1,23%. Nesta segunda, o conselho do Carrefour informou, em comunicado, que aprovou o plano para fusão com o grupo brasileiro. O sócio francês Casino, por sua vez, disse que abriu na sexta-feira um segundo pedido de arbitragem na Câmara de Comércio Internacional contra a família Diniz. Em comunicado ao mercado, o grupo de Abílio Diniz adiantou que ainda “não recebeu qualquer citação processual ou peça do procedimento arbitral mencionado por Casino, não tendo ainda tomado conhecimento do seu teor”.

Fonte:Jc