Coreografia do nado sincronizado vai acompanhar o design dos maiôs

Andrea Curi, técnica do dueto brasileiro do nado sincronizado, que tem Lara Teixeira e Nayara Figueira, montou a coreografia das meninas para o Mundial de Xangai (de 16 a 31 deste mês) e Jogos Pan-Americanos de Guadalajara (em outubro) pensando em uma harmonia com o desenho do artista Romero Britto, feito especialmente para os maiôs …

05/07/2011 08:50



Andrea Curi, técnica do dueto brasileiro do nado sincronizado, que tem Lara Teixeira e Nayara Figueira, montou a coreografia das meninas para o Mundial de Xangai (de 16 a 31 deste mês) e Jogos Pan-Americanos de Guadalajara (em outubro) pensando em uma harmonia com o desenho do artista Romero Britto, feito especialmente para os maiôs da dupla.

A apresentação de Lara e Nayara no Mundial e no Pan começará com versões de Garota de Ipanema e Águas de Março, de Tom Jobim e Vinícius de Moraes.

A ideia do maiô com uma estampa criada por Romero Britto surgiu de um passeio na rua Oscar Freire, em São Paulo, segundo a treinadora.

– Estava mostrando à Lara um pouco da cidade quando entramos na galeria dele. Conversamos com um assessor, que nos passou o contato de Miami.

Lara Teixeira duvidou que a ideia desse certo.

– Nunca podería imaginar que conseguiríamos. Ele é um artista renomado lá fora. Pensamos que ele não teria tempo para a gente. Mas ele foi superreceptivo. Quando veio ao Brasil, tivemos uma conversa e ele topou fazer.

Romero levou cerca de nove meses para terminar o projeto.

Verônica Rocha Franco, parceira do dueto, montou o modelo, que foi  apresentado ao público no Brazil Synchro Open, no Rio de Janeiro, no início de junho.

Para Nayara, o maiô “ficou lindo”.

– Como abrimos a apresentação com Garota de Ipanema e no desenho tem uma boneca muito charmosa e uma onda desenhada, ficou um casamento perfeito. Tem tudo a ver com a música da nossa coreografia.

Lara, capitã da equipe brasileira de nado sincronizado, disse que o maiô “superou todas as nossas expectativas”.

– Aquele que apresentamos no Brasil Open ainda não é o oficial. O final terá brilhos e lantejoulas.

fonte: G1