Bancos têm maior greve em 20 anos

11/10/2011 10:44



Com a falta de iniciativa da Federação Nacional dos Bancose da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro para lapidar proposta para o acordo coletivo da categoria, e que possa ser analisada por ambas as partes, o número de adesões no País só aumenta, e a greve continua. A Contraf garante que já parou 9.090 bancos até ontem, 14° dia de paralisações. Montante que supera o pico de 2010, quando 8.278 unidades fecharam.

O resultado é que o movimento deste ano já é o maior em 20 anos e caminha para se tornar o mais longo do período. No ano passado, a paralisação durou 15 dias.

Onda que se espalha em menor escala, como no Grande ABC. Ontem, bancários fizeram passeata no Centro andreense a fim de manter a greve forte. Participaram 200 trabalhadores, 70% a menos do que os 1.000 previstos pelo Sindicato dos Bancários do ABC na sexta-feira. A manifestação contou com reforço de entidades filiadas à CUT, como o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. A principal reclamação dos bancários era sobre a falta de disposição ao diálogo da Fenaban.

A presidente do sindicato Maria Rita Serrano afirmou que houve reunião ontem entre integrantes da classe patronal para falar sobre a greve. “Nós vamos discutir o assunto junto à confederação para definir estratégias de greve; se será necessário elevar a adesão ou ainda verificar um eventual posicionamento da Fenaban, resultado da reunião de ontem”, disse a dirigente, acrescentando esperar que o movimento “arranque” nova proposta do órgão nesta semana.

Na região, são 3.200 bancários de braços cruzados. O sindicato afirma que estão fechados 130 bancos, entre 400 unidades financeiras e mais 100 postos de atendimento.

A classe patronal, por sua vez, sustentou que já ofertou duas pautas aos trabalhadores. E, embora não tenha agendado novas rodadas de discussão, frisou que está à disposição para acertos da última proposta (que concede 8% de reajuste, correspondendo a ganhos reais de 0,6%), embora não confirme nem negue que tenha ocorrido reunião ontem, tampouco sobre se haverá agendamento de conversas.

Fonte:DGABC





Tags: