Preço da casa própria sobe em novembro, mas alta é a menor dos últimos 15 meses

05/12/2011 08:49



O preço da casa própria subiu de novo em novembro no Brasil, mas o aumento foi o menor dos últimos 15 meses. O metro quadrado no Brasil ficou 1,4% mais caro no mês passado e atingiu a marca de R$ 6.120, segundo o indicador Fipezap divulgado nesta segunda-feira (5).

Com o novo valor da medida, um apartamento de 100 m² custa R$ 612 mil, em média, no país.

A pesquisa de preços é feita pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) em parceria com o site Zap Imóveis e leva em conta somente apartamentos prontos em seis capitais brasileiras – São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Recife, Belo Horizonte, Fortaleza – e no Distrito Federal.

O preço do metro quadrado em Brasília (DF) e nas cidades-satélites ainda é o maior do país: R$ 7.936. O mesmo apartamento de 100 m² custa, em média, R$ 793 mil. O Rio de Janeiro aparece na segunda posição, com o metro cotado a R$ 7.341. Em São Paulo, o metro quadrado vale R$ 5.984.

Rio de Janeiro

Pela primeira vez desde o início da pesquisa mensal de preços, o metro quadrado no Leblon, bairro do Rio de Janeiro, ultrapassou a marca de R$ 17 mil e agora custa R$ 17.046. Isso significa dizer que um apartamento de 100 m² custa, em média, R$ 1,7 milhão no bairro.

Em segundo lugar está Ipanema, onde o preço médio da metragem é de R$ 15.012. Na Lagoa, terceiro no ranking da capital fluminense, o m² sai por R$ 13.998.

Por outro lado, o bairro Coelho Neto apresenta o menor preço do metro quadrado na cidade maravilhosa: R$ 989. Na segunda posição, aparece Anchieta, com o metro a R$ 1.144 e, depois, Guadalupe, com a metragem cotada a R$ 1.192.

São Paulo

Na capital paulista, o maior preço do metro quadrado foi encontrado na região do Ibirapuera e Vila Nova Conceição, onde custa R$ 9.354. Isso quer dizer que um imóvel de 100 m² sai, em média, por R$ 935,4 mil.

Em segundo lugar está o Jardim Paulistano, onde o metro vale, em média, R$ 9.182. Depois, aparece a Chácara Itaim, onde a metragem sai por R$ 8.031. No outro extremo, Paraisópolis continua com o metro quadrado mais barato da capital paulista: R$ 2.607.

Fonte:R7





Tags: