A chance para renegociar

07/04/2012 09:33



O anúncio da redução dos juros das operações de crédito do Banco do Brasil e Caixa Econômica já mexe com a imaginação dos clientes que possuem dívidas bancárias, principalmente no consignado. De acordo com o professor de Finanças do Ibmec-RJ, Gilberto Braga, agora é o momento de rever a dívida e fazer valer o recurso da portabilidade de crédito, mecanismo criado ainda no governo Lula.

“O anúncio apresenta taxas nunca observadas nos últimos anos. Agora é a hora de forçar uma negociação mais vantajosa ou, até mesmo, fazer aquele financiamento tão aguardado para a compra de um imóvel ou de um automóvel, pois são taxas inéditas”, avalia o economista.

Como boa parte do funcionalismo público já possui conta no BB ou na Caixa, a renegociação de uma dívida poderá ser mais fácil. Mas, quem é correntista de um banco privado também poderá se aproveitar dessa onda, pois as instituições particulares já estudam cortes em suas taxas. O mesmo princípio vale para os aposentados que possuem dívidas no crédito consignado.

“Fazer a portabilidade de crédito de um banco privado para uma instituição pública poderá ser bastante favorável para o cliente. Mas, as instituições privadas também deverão baixar os juros para não perder clientes”, aposta Braga.

Redução de até 78% no BB

Gilberto Braga recomenda que, para quem precisa de crédito, aproveitar o momento, “pois a expectativa do mercado é de que essas taxas baixas não se sustentarão por muito tempo”.

O Banco do Brasil, por exemplo, anunciou corte de até 78% nas taxas para seus clientes.

Fonte:Odia

Os juros do cartão de crédito do BB, por exemplo, que eram de 13,6% ao mês, caíram para 3%.

Na Caixa, a taxa de 12,86% ao mês deve ficar em 5,98% no cartão de crédito.





Tags: