Sessão para abertura das propostas da licitação do Veículo Leve sobre Trilhos é prorrogada para 15 de maio

20/04/2012 10:41



A Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa) alterou a data para sessão de abertura das propostas da licitação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) para o dia 15 de maio. Prevista para o próximo dia 23 de abril, a sessão foi remarcada porque diversas empresas interessadas em participar da licitação solicitaram um prazo maior para montar as propostas, uma vez que a obra envolve áreas complexas nos ramos da engenharia e tecnologia. A nova data será publicada nesta sexta-feira (20.04) no Diário Oficial do Estado.

“A complexidade das propostas da maior licitação já realizada em Mato Grosso e a necessidade de atender a todas as exigências técnicas e da legislação justificam o pedido das empresas participantes”, disse o secretário adjunto executivo Maurício Guimarães. O processo licitatório está em curso nos moldes do Regime Diferenciado de Contratação (RDC), que permite a contratação integrada dos projetos básicos, executivos, execução das obras, fornecimento e montagem de sistemas e material rodante.

O VLT será implantado no canteiro central nos itinerários CPA – Aeroporto e Coxipó – Centro, percorrendo 22,2 km. O volume de ônibus e veículos de passeio que circulam pelas avenidas será reduzido quando o novo modal entrar em operação. Os ônibus convencionais alimentarão o sistema de VLT, trazendo os passageiros dos bairros até uma das estações do metrô de superfície, que ficarão ao lado dos trilhos no canteiro central das avenidas Rubens de Mendonça, Prainha, FEB e Fernando Correa da Costa.

Com 15 Km de extensão, o trajeto CPA – Aeroporto contará com dois terminais de integração (CPA1 e André Maggi, que terá um elevado ferroviário no aeroporto Marechal Rondon), 22 estações de transbordo, dois viadutos, três trincheiras e uma ponte. Nesse trecho será feito também a reestruturação do canal da prainha, na região central de Cuiabá.

O eixo Coxipó – Centro terá 7,2 Km de extensão, um terminal de integração (Coxipó), 11 estações de transbordo, três viadutos e duas pontes.

Os terminais terão estacionamento para veículos e bicicletário, ampliando o potencial de mobilidade urbana na Capital e em Várzea Grande. O anteprojeto do VLT prevê que todos os critérios de acessibilidade serão contemplados na elaboração dos projetos básico, executivo e, consequentemente, na execução das obras.

Fonte:Secom/MT





Tags: