Nova Mutum: grupo investirá R$ 250 milhões em indústria de milho

25/05/2012 10:47



A informação foi confirmada pelo prefeito Lírio Lautenschlager e o secretário de Indústria, Comércio e Turismo, Oduvaldo Lopes Ferreira, que estiveram reunidos, ontem, em Cuiabá, com os representantes do grupo de investidores e de secretarias estratégicas do governo do Estado. Segundo o representante do grupo internacional, que além de empresas brasileiras deve ser composto por investidores de outros países, quando iniciar a produção, serão processadas cerca de 400 toneladas de milho por dia. Também serão produzidas aproximadamente 300 toneladas de amido, sendo que ainda podem ser aproveitados do processo fibra, farelo, frutose, glúten, entre outros produtos.

A previsão é das obras do complexo industrial iniciarem em 2013 e o início das atividadedés é 2014. A expectativa do prefeito de Nova Mutum, Lírio Lautenschlager, é que a instalação da indústria no município amplie ainda mais o processo de verticalização da economia vivida na região. “Queremos agregar maior valor a produção que temos no município. Com esta indústria, teremos outras indústrias que virão na carona, como a de proteína animal, atrás de uma alimentação com custo menor para o rebanho bovino, suíno e mesmo a avicultura”, pontuou.

De acordo com Lírio, as negociações entre prefeitura, Governo do Estado e investidores haviam iniciado há cerca de dois anos e, agora, o governo sinalizou de forma positiva com relação aos incentivos fiscais. “A vinda da indústria já é algo concreto. Estão sendo tratados apenas os detalhes burocráticos, para que as obras do empreendimento tenham início. É uma nova etapa de Nova Mutum no que se refere a agregação de valor à matéria prima e a participação do Governo do Estado foi crucial para a concretização da vinda”, falou.

Para Oduvaldo Lopes Ferreira, secretário de Indústria, Comércio e Turismo de Nova Mutum, a vinda de mais uma indústria é um reflexo da política macro que o poder público local vem fazendo. “Para decidir por Nova Mutum foram consideradas dezenas de situações e informações, a exemplo do nosso Índice de Desenvolvimento Humano – IDH e os fatores que o compõe, a disponibilidade de matéria prima local e regional, a localização estratégica do município, enfim, fatores que garantam segurança para o empreendimento e qualidade de vida para os funcionários”, explicou.

O representante do grupo de investidores – que não teve nome informado pela assessoria- explicou também que está confiante no sucesso do empreendimento e que os incentivos fiscais que o Estado oferece são muito importantes para a atração de investimentos. “Fico feliz ao ver que Mato Grosso tem interesse e oferece incentivos fiscais, de maneira que hoje concretizamos a vinda da fábrica para Nova Mutum. O prefeito Lírio também é um dos principais fomentadores de nossa vinda. Graças ao esforço demonstrado por ele, que por dois anos promoveu intensas discussões mostrando o potencial da região, o projeto saiu do papel”, disse.

Também foi considerada a logística de Nova Mutum e os projetos para vias de exportação – acesso ao Porto de Santarém, via BR-163, que está sendo concluída e a Ferrovia de Integração Centro Oeste – FICO que passará por Lucas do Rio Verde.

Agora, serão providenciados os documentos para a assinatura do Protocolo de Intenções entre prefeitura, governo e investidores, além do documento onde estarão formalizados os incentivos concedidos e as obrigações assumidas por ambas as partes.

Fonte:Portaldoagronegócio





Tags: